Uma "raça de víboras" chamada Igreja Evangélica

Veja o vídeo abaixo até o fim (se você conseguir, claro):


Se você não entendeu nada do que se passou no vídeo, tento explicar: num culto de uma igreja evangélica de fé pentecostal, um pastor que diz estar trazendo o "poder de deus" manda que uma mãe coloque as mãos de uma criança recém nascida na cabeça das pessoas, e conforme a mão da menininha é colocada, essas pessoas desmaiam, entrando em êxtase. Depois disso acontecem mais coisas "sobrenaturais" na igreja: uma mulher é cercada por outras mulheres e começa a fazer danças estranhas, e uma moça supostamente vítima de "obras de macumbaria" começa a vomitar.

Eu, que nasci e cresci no meio de evangélicos, não cheguei a pegar essa "evolução" - ou seria "involução"? - dos cultos religiosos, pois saí antes que isso se espalhasse como espalhou. Entre as igrejas pentecostais, virou moda levar as pessoas a êxtase, provocando desmaios, danças  e movimentos corporais involuntários e manifestações de supostos demônios. Quando vejo esse tipo de coisa, me vem a cabeça algumas perguntas: que tipo de religião é essa, onde crianças recém nascidas são usadas como parte de um espetáculo religioso? No que se transformou o protestantismo iniciado na Reforma? O que diria Martinho Lutero, se entrasse numa igreja dessas?

O pior é saber que há pessoas - e muitas - que defendem esse tipo de prática com unhas e dentes. A Igreja Evangélica hoje é uma fábrica de alienados. É especialidade dos pastores evangélicos moldar pessoas com os "valores religiosos", que nada mais são do que proibir as perguntas. Eu mesmo cansei de ouvir no templos religiosos que os fieis não podiam fazer perguntas, pois quem duvida de deus "dá lugar para o diabo trabalhar". Isso produz pessoas alienadas, que usam o culto e a fé como amuleto para se proteger, e como anestésico para levar a vida. Ou seja, fica mais do que provado que a religião é sim o ópio do povo.

O curioso é que o próprio Jesus Cristo condenou fortemente os que usavam a religião como meio de manipulação. Jesus chamou os religiosos do seu tempo de "raça de víboras", que "roubam as casas das viúvas, e depois fazem longas orações como justificativa". Jesus chegou a comparar essas pessoas com "sepulcros caiados": por fora muito bem pintados e bonitos, mas com restos mortais apodrecidos por dentro. Fica provado que a Igreja evangélica lê na Bíblia apenas aquilo que lhe convém. Qualquer coisa que vá de encontro ao que pregam ou é ignorado ou distorcido.

O movimento evangélico no Brasil é uma farsa, um movimento formado por criminosos que, além de roubar o dinheiro roubam a paz e ó intelecto das pessoas. Sim, há gente honesta no meio evangélico, mas esses são as minorias das minorias, que se tivessem a consciência de onde estão, já teriam saído.

O movimento evangélico não merece nada mais do que o desprezo.

SIGA O BLOG NOVAS IDEIAS